Dicas

Preparando seus arquivos para impressão.

Alguns passos muito importantes devem ser seguidos para se conseguir uma impressão de qualidade, na preparação do arquivo, antes e após o tratamento, o ideal é que se mantenha o máximo de informação possível.

1. Utilizando o Adobe Lightroom ou o Photoshop, trate sua imagem no tamanho original, evite conversões antecipadas. Arquivos RAW tem mais informações, sempre que possível utilize este formato. JPG também gera boa qualidade, mas a perda de informação é grande, por este motivo o arquivo JPG apresenta um tamanho em megabytes reduzido.

2. Mesmo que você tenha feito suas fotos ou gerado seus arquivos em JPG, após o tratamento salve em formatos como TIFF ou PSD, onde as perdas de informações são menores.

3. DPI – muito se fala sobre 300dpi para imagens, mas é possível fazer excelentes impressões com imagens em resoluções menores. Claro que depende muito do papel utilizado e do formato final que a impressão terá, entretanto, procure manter os arquivos próximos do formato final entre 240dpi ou 300dpi.

4. Sempre utilize o espaço de cor RGB, esta gama de cores é muito extensa e é assim que os bons equipamentos de Fine Art funcionam, isso gera maior fidelidade nas cores e tons.
Nunca, jamais, utilize ou converta suas imagens para CMYK, este é um espaço de cor utilizado em gráficas offset (ex. jornais, revistas, folhetos).

5. A FR Fine Art utiliza equipamentos aptos a imprimir também no espaço de cor sRGB e em 16 bits, isso significa que você pode tratar seus arquivos em Adobe RGB ou sRGB, em 8 ou 16 bits.

6. Se você tiver um monitor de boa qualidade e devidamente calibrado e caracterizado por hardwares como o colormunki, eye one e outros, e já sabe em que papel vai fazer suas impressões, peça ao impressor o perfil ICC do papel para o sistema em que será impresso. Desta maneira você terá uma imagem muito próxima ao resultado final da impressão, deixando poucos ajustes para serem feitos no atelier de Fine Art.

7. Fine Art se faz com muita calma, acompanhamento e atenção.
Fine Art se faz no atelier, ao lado do impressor, utilizando equipamentos de alta qualidade e acompanhando todo o processo.
Fine Art não é minilab e parte do que você está pagando é pela consultoria do impressor, atendimento com hora marcada, explicação sobre papéis, enfim, um direcionamento sobre a melhor apresentação para os seus trabalhos.
Se não for assim, não é Impressão Fine Art.

8. Deixe a interpolação (ampliação) para ser feita pelo impressor.

Agende um horário para o preparo e a impressão dos arquivos.
Traga os arquivos em um pendrive, cartão de memória ou HD, preferencialmente no tamanho original, em RGB e na extensão TIFF ou PSD.

Qualquer dúvida, entre em contato por e-mail ou telefone, estamos sempre à disposição para antendê-lo.

Preparing your files for printing.

Some very important steps must be followed to achieve quality printing, in preparing the file, before and after treatment, the ideal is to keep as much information as possible.

1st. Using Adobe Light room or Photoshop, treat your size image, avoid early conversions. RAW files have more information, whenever possible, use this format. JPG also generates good quality, but the loss of information is great, therefore presents a JPG file size in megabytes reduced.

2nd. Even if you have done your photos or your generated files in JPG after treatment save in formats such as TIFF or PSD, where the loss of information is smaller.

3rd. DPI – much is said about 300dpi for images, but you can make great prints with images at lower resolutions. Of course much depends on the paper used and the final format printing will, however, try to keep the files near net shape between 240dpi or 300dpi.

4th. Always use the RGB color space, the color range is very extensive and it’s so good equipment Fine Art work, this generates greater fidelity in color and tone.

Never, ever, use or convert your images to CMYK, this is a color space used in offset printers (eg newspapers, magazines, brochures).

5th. The FR Fine Art uses equipment also able to print in sRGB color space and 16 bits, this means that you can treat your files in Adobe RGB or sRGB, 8 or 16 bits.

6th. If you have a monitor of good quality and properly calibrated and characterized by hardware such as the ColorMunki, one eye and others, and know that will make your paper prints, ask the printer’s ICC profile for the paper to be printed in system. This way you will have a picture very close to the final result of the impression, leaving few adjustments to be made in the workshop of Fine Art

7th. Fine Art requires  calmly monitoring and attention.
Fine Art is done in the studio next to the printer, using high quality equipment and watching the whole process.

FINE ART minilab and is not part of what you are paying is by consulting the printer, service appointment, explanation of roles, finally, a presentation on the best direction for their work.

If not, it is not printing Fine Art

8th. Leave interpolation (expansion) to be made by the printer.
Schedule a time for the preparation and printing of files.
Bring the files on a flash drive, memory card or hard drive, preferably in the original size and the extent to RGB TIFF or PSD.
Any questions, contact us by email or phone, we are always ready to reply back.